ÍNDICE + CORRESP. Fazendo PROCV comer poeira

Leia também...

ÍNDICE + CORRESP. Fazendo PROCV comer poeira

Já notou que a função PROCV tem algumas limitações? Caso não conheça a função  PROCV, clique aqui e aprenda como usar uma das mais importantes e utilizadas funções do Excel.

Embora o  PROCV dê conta do recado na maioria dos casos, existem situações onde ele sozinho não resolve o problema. Podemos dar uma turbinada no PROCV usando junto com ele a função CORRESP, como você pode conferir clicando aqui, mas ainda assim não resolve todas as situações.

E é aí que entra a fórmula que combina a função ÍNDICE CORRESP. Além de fazer tudo que um PROCV normal ou um PROCV + CORRESP fazem, essa combinação vai mais além.


Vídeo explicativo de ÍNDICE + CORRESP

Para um entendimento rápido, sugiro que assista o vídeo abaixo. Caso queira mais detalhes, continue lendo.


Entendendo a função CORRESP

Esta é uma função que dado uma série de células organizadas em uma mesma linha, ou em uma mesma coluna, retorna qual a posição do dado procurado.

Vamos entender melhor olhando para os argumentos da função e depois para um exemplo simples.


Argumentos da função CORRESP

=CORRESP(valor_procurado; matriz_procurada; [tipo_correspondência])

Onde:

valor_procurado → O valor que o usuário deve informar para que a função encontre sua posição.

matriz_procurada → A área onde está o valor_procurado.

[tipo_correspondência] → Argumento opcional, para determinar se o Excel deve procurar o dado deseja com base exatamente o que foi indicado em valor_procurado ou se deve procurar um valor maior ou menor que o indicado.


Como utilizar a função CORRESP

Na tabela abaixo queremos determinar em qual posição a Rússia aparece organizada nos dados.

PROCV turbinado (1)

Devemos para isso montar a função na célula E3 da seguinte forma.

valor_procurado → Rússia, pois é o dado que queremos definir a posição.

matriz_procurada → A área onde aparece o dado Rússia.

[tipo_correspondência] → 0 (zero), pois é o valor que indica a função que queremos uma correspondência exata, ou seja, queremos procurar exatamente pela posição de Rússia.

Montando isso no Excel teremos algo semelhante a imagem abaixo.

PROCV turbinado (2)

valor_procurado → E2 = Célula onde digitamos o nome Rússia, podíamos ter escrito dentro da função “Rússia” (necessariamente entre aspas) que teríamos o mesmo efeito.

matriz_procurada → B3:B7 = Intervalo onde estão os dados, incluindo Rússia que queremos determinar a posição.

[tipo_correspondência] → 0 (zero), pois é o valor que indica a função que queremos uma correspondência exata, ou seja, queremos procurar exatamente pela posição de Rússia.

O que a função CORRESP deve retornar neste caso é o número 4 pois se contarmos a partir da primeira célula do intervalo compreendido de B3 a B7 o dado Rússia, está na 4ª posição.

PROCV turbinado (3)

Caso tivéssemos iniciado o intervalo em B1, sendo então B1:B7 o resultado da função seria 6, pois contando a partir da primeira célula do intervalo selecionado, Rússia estaria na 6ª posição, mesmo que B1 esteja vazia.


Entendendo a função ÍNDICE

Esta função funciona de maneira simples, o usuário indica a área, a linha e a coluna e a formula retorna o dado que esta na posição indicada pelo usuário. Olhando um exemplo mais adiante pode ser que facilite.


Argumentos da função ÍNDICE

=ÍNDICE(matriz; núm_linha; [núm_coluna])

Onde:

matriz → área onde estão os dados desejados.

núm_linha → o número da linha onde está o dado desejado.

[núm_coluna] → o número da coluna onde está o dado desejado.

Vamos ao exemplo com a tabela da imagem abaixo com alguns dados fictícios dos países do Mercosul.

Índice + Corresp. Fazendo Procv comer poeira-1

Digamos que queiramos, usando a função índice na célula D2 encontrar a informação correspondente ao Brasil para o Dado 3.

Assim nossa função deve ser montada da seguinte maneira.

matriz → Toda tabela onde estão os dados dos países do Mercosul.

núm_linha → O número da linha que o Brasil está em relação a tabela de dados dos países.

[núm_coluna] → O número da coluna onde está o Dado 3 em relação a tabela de dados dos países.

Montando a função veremos algo deste tipo:

Índice + Corresp. Fazendo Procv comer poeira-2

matriz → B4:F9 = Toda tabela onde estão os dados dos países do Mercosul.

núm_linha 3 = O número da linha que o Brasil está em relação a tabela de dados dos países, contanto a partir de B4Brasil, está na 3ª posição.

[núm_coluna] 4 = O número da coluna onde está o Dado 3 em relação a tabela de dados dos países. Contando a partir de B4Dado 3 está na 4ª posição.

O resultado dessa função nos retorna o número 973 que é o Dado 3 para o Brasil.


Unindo as funções ÍNDICE + CORRESP

Se você estava prestando atenção já deve ter uma ideia de como iremos unir as duas funçãoÍNDICE  CORRESP. Se ainda não percebeu, não faz mal, estamos aqui para aprender mesmo.

Os argumentos da função ÍNDICE núm_linha [núm_coluna]  representam a posição de um dado em células organizadas em uma mesma linha, ou em uma mesma coluna, ou seja, justamente o que a função CORRESP faz. Assim podemos incluir o CORRESP nestes argumentos do ÍNDICE.

Em seguida vou apresentar duas maneiras diferentes de usar essa combinação, a primeira se assemelha ao uso de PROCV+ CORRESP e a segunda permite que procuremos dados para a esquerda (o que não é possível com PROCV) ou para cima (o que não é possível com PROCH, para conhecer o PROCH clique aqui).


Primeiro exemplo de uso de ÍNDICE + CORRESP

Utilizando a mesma tabela com os dados fictícios dos países do Mercosul, digamos que queiramos agora, encontrar o Dado 2 referente ao Paraguai.

Nossa fórmula deve ser assim:

=ÍNDICE(matriz; CORRESP(valor_procurado; matriz_procurada; [tipo_correspondência]); CORRESP(valor_procurado; matriz_procurada; [tipo_correspondência]))

Índice + Corresp. Fazendo Procv comer poeira-3

Assim nossa fórmula ficou:

VERDE PARA ÍNDICE

VERMELHO PARA O 1º CORRESP

AZUL PARA O 2º CORRESP

matriz → C7:F11 = Área onde estão os dados na tabela.

núm_linha → 1ª Função Corresp

valor_procurado → D2 = Célula onde está o nome do país que queremos a informação.

matriz_procurada → B7:B11 = Intervalo onde estão os dados com o nome dos países.

[tipo_correspondência] → 0 (zero), pois é o valor que indica a função que queremos uma correspondência exata, ou seja, queremos procurar exatamente pela posição do Paraguai.

[núm_coluna]  2ª Função Corresp

valor_procurado → D3 = Célula onde está o nome do indicador que queremos a informação.

matriz_procurada → C6:F6 = Intervalo onde estão os nomes dos indicadores.

[tipo_correspondência] → 0 (zero), pois é o valor que indica a função que queremos uma correspondência exata, ou seja, queremos procurar exatamente pela posição do Dado 2.

O primeiro CORRESP deve retornar o número 3, pois contando a partir da célula B7Paraguai está na 3ª posição.

Já o segundo CORRESP deve retornar o número 2, pois contando a partir da célula C6Dado 2 está na 2ª posição.

Em outras palavras, o que pedimos para essa fórmula fazer foi: No intervalo de C7:F11 me retorne o dado que estiver na mesma linha (posição vertical) que Paraguai está no intervalo B7:B11 e também na mesma coluna (posição horizontal) que Dado 3 está no intervalo C6:F6. Ou seja, o dado que estiver no intervalo C7:F11 na 3ª linha e 2ª coluna.

Então, nossa fórmula combinada de ÍNDICE e CORRESP deve retorna o valor 696 pois é o indicador Dado 2 referente ao Paraguai.


Segundo exemplo de uso de ÍNDICE + CORRESP

Iremos agora buscar os dados que estão na coluna mais a esquerda de uma tabela, como dito anteriormente, algo que o PROCV sozinho não consegue fazer, já que ele sempre busca da esquerda para a direita.

A tabela abaixo contém alguns dados sobre a população dos países do BRICS e queremos descobrir qual dos países tem o percentual de população feminina igual a 48,29%.

Índice + Corresp. Fazendo Procv comer poeira-4

Neste caso não precisaremos utilizar dois CORRESP dentro do ÍNDICE, mas apenas um. Isso porque a única informação que precisaremos obter com ajuda do CORRESP é a linha em quem o dado está, uma vez que já definimos qual o indicador a ser utilizado e em qual coluna ele estará.

Veja a seguir como fica essa fórmula.

Índice + Corresp. Fazendo Procv comer poeira-5

VERDE PARA ÍNDICE

VERMELHO PARA O CORRESP

matriz → B6:B10 = Área onde estão os dados com os nomes dos países.

núm_linha → Função CORRESP

valor_procurado → C2 = Célula onde está o valor do indicador que queremos a informação.

matriz_procurada → F6:F10 = Intervalo onde estão os dados do indicador desejado.

[tipo_correspondência] → 0 (zero), pois é o valor que indica a função que queremos uma correspondência exata.

[núm_coluna]  Não aparece na função. Se trata de um dado opcional e desnecessário neste caso, já que a área que selecionamos em matriz possui somente uma coluna. Deixar esse argumento em branco ou com o valor 1, dá na mesma.

O que dissemos para esta fórmula fazer foi: No intervalo de B6:B10 retorne o dado que estiver na mesma posição que o valor 48,29% está no intervalo de F6:F10. Ou seja retorne o dado que estiver na 3ª posição no intervalo de B6:B10.

O resultado dessa fórmula deve retornar Índia, pois é o país com 48,29% de população feminina.

Espero que tenha ficado tudo claro e bem explicado!


Acompanhe o Função Excel
facebook-logo youtube-logo googleplus-logo twitter-logo

E aí, o que achou?

Compartilhe

Destaques da Loja

Histórico de Cotações

Baixe cotações históricas de ações, índices, moedas, criptomoedas, commodities e fundos em mais de 50 bolsas de valores no mundo, direto no Excel. Selecione os parâmetros desejados e deixe o arquivo fazer o resto para você, de forma rápida, simples e organizada.

Saber mais »